1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos?

Muitas pessoas ficam receosas por ingressar na universidade depois de certa idade, contudo, o desempenho delas pode ser igual ao de alunos recém saídos do ensino médio. Experiência conta muito. Além disto, a preocupação dos calouros tardios não é com a formação rápida nem com o mercado de trabalho, e sim com as experiências sociais e conhecimento adquirido.

A qualidade de vida também aumenta muito e o rendimento profissional segue a tendência, pois motiva a pesquisa e leva a uma nova realidade. Mudar de profissão, depois da aposentadoria também é de grande valia.

A pressão por sucesso e reconhecimento atrapalha o profissional, o que não ocorre, por exemplo com adultos já estabilizados em determinada área ou até aposentados. Estes já sofreram suas angústias e agora estão dispostos a estudar pelo conhecimento a ser adquirido.

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos? (Imagem: Divulgação)

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos? (Imagem: Divulgação)

Para isto, não é necessário grandes investimentos, conta-se com bolsas de estudos variadas e créditos educacionais bastante atrativos.

Bolsas de Estudos

As bolsas de estudos no Brasil estão cada vez mais acessíveis, o Programa Educa Mais Brasil conta com a parceria de milhares de instituições privadas para que se tenha acesso a bolsas de estudos para cursos técnicos, superiores e especializações.

Além dos programas do governo federal, como o ProUni e o Sisu, as próprias universidades privadas estão disponibilizando bolsas integrais e parciais para alunos tanto da rede pública quanto da rede privada. De acordo com cada instituição, as bolsas variam de 25% a 100% do valor integral de cada curso. Inclusive os bancos já contam com linhas de crédito para financiamento estudantil, cada um às suas taxas e carência para começar a pagar.

Muitas pessoas se iludem acreditando que há idade limite para concorrer à bolsas de estudos, o que não é verdade. No Educa Mais Brasil, por exemplo, deve-se preencher os requisitos do edital, somente, sem diferenciar os candidatos pela idade e sim, pelos interesses e competências.

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos? (Imagem: Divulgação)

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos? (Imagem: Divulgação)

Acontece que alguns programas (como o SISU) estão disponíveis apenas para a primeira graduação, logo, quem já tem curso superior não está apto. Mas isto refere-se somente à graduações concluídas, caso contrário, não importa a sua idade, basta preencher os requisitos do edital. Professores da rede pública de educação básica também têm acesso à bolsas de estudo para graduação na área de atuação ou pedagogia, independente de já ter curso superior concluído.

Os Limites para Ingresso

O edital que estipula idade limite para a participação de candidatos a bolsas de estudos fere os princípios do Estatuto do Idoso, que garante, no seu artigo 2º “… todas as oportunidades e facilidades, para preservação de sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade.”

Menores de idade também não tem restrições, desde que estejam aptos, cumpram com os requisitos do edital e sejam aprovados dentro dos mesmos quesitos dos demais.

Os programas de bolsas de estudos do governo federal, dentro dos seus parâmetros e suas exigências, possibilitam a qualquer pessoa o ingresso à universidades, sejam elas públicas ou privadas, independente de idade. O ProUni tem como regra a pontuação mínima de 450 pontos na prova objetiva e não zerar a pontuação da redação.

Financiamento Estudantil

Assim como as bolsas de estudos, os financiamentos não podem ter limite de idade. Deve-se cumprir com o solicitado pelo banco credor, somente.

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos? (Imagem: Divulgação)

Existe uma Idade Certa para Concorrer a uma Bolsa de Estudos? (Imagem: Divulgação)

Os programas de financiamento estudantil também não podem fazer separação por idade, uma vez que estão suscetíveis a pagamento de indenização por dano moral, na justiça brasileira. O que ocorre são restrições por outros motivos, baixo crédito na instituição, renda que não condiz com os valores solicitados ou nome incluso no serviço de proteção ao crédito (SPC), entre outros.

As próprias universidades disponibilizam crédito educativo, vale a pena dar uma olhada na universidade da sua preferência e analisar o que é mais viável, se o crédito bancário, ou direto. Vale mesmo é investir em conhecimento e na capacitação, sempre. Independente de idade.