Quem é bolsista Prouni pode solicitar o Fies?

Milhares de estudantes se inscrevem todos os anos no ProUni, o Programa Universidade para Todos. Ele oferece bolsas integrais e parciais para cursos de graduação presenciais e a distância, permitindo que muitos jovens sem condições de arcar com a mensalidade inteira, possam ainda realizar o sonho da graduação.

No entanto, nem sempre o jovem possui a renda compatível para conseguir uma bolsa integral e então acaba com uma bolsa parcial. Nesse caso, será que é possível solicitar o FIES para financiar o restante do valor do curso? Saiba isso e muito mais a seguir.

Bolsistas do ProUni podem solicitar o FIES?

Sim, mas somente aqueles que conseguirem uma bolsa parcial e não tiverem condições de arcar com o restante da mensalidade. É possível solicitar o FIES para financiar o restante da mensalidade e o melhor é que o estudante nem precisará apresentar nenhum fiador.

ProUni

ProUni. Imagem:divulgação

No entanto, para conseguir o financiamento, será preciso conferir se a universidade em que o estudante possui a bolsa do ProUni, também é parceira do FIES. Para completar, o estudante também terá que participar do processo seletivo como os demais candidatos. Dessa forma, dependerá da sua nota no ENEM.

Conheça os requisitos do ProUni

Para você conseguir uma bolsa do ProUni é preciso preencher alguns requisitos, como ter participado do último ENEM e ter tirado, no mínimo, 450 pontos além de não ter zerado a redação. Mas não para por aí: o estudante também deve ter cursado o ensino médio completo em uma escola da rede pública ou em uma escola da rede privada com bolsa integral.

Além disso, para garantir a bolsa integral, a renda familiar mensal não pode ser maior do que um salário mínimo e meio por pessoa. Se passar disso, mas não for maior do que três salários mínimos, o candidato ganha a bolsa parcial.

Conheça os requisitos do FIES

Já no FIES, o candidato precisará também ter participado do ENEM e tirado uma boa nota, pois cada curso possui uma nota de corte.

Fies

Fies. Imagem:divulgação

Dessa forma, para garantir a vaga na universidade e posteriormente poder solicitar o FIES, o estudante terá que primeiro garantir a sua participação, tirando uma nota compatível com o curso desejado. Além disso, o estudante precisa ter uma conta bancária, um fiador e uma renda de até cinco salários mínimos.

Como se inscrever no FIES?

As inscrições do FIES são realizadas a cada seis meses, geralmente após os demais processos seletivos do ProUni e de outros programas do governo. O estudante deverá fazer a inscrição pelo SisFies e, em seguida, validar todas as informações na própria universidade. Também é preciso comparecer com o fiador e depois ir até uma unidade financeira parceira (Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal) para formalizar o financiamento.

O estudante que receber o financiamento deverá ficar atento a todas as regras, inclusive à necessidade de renovar o contrato a cada seis meses, função também chamada de aditamento de contrato. Esse aditamento deve ser feito pelo SisFIES e pode ser simplificado ou não simplificado.

ProUni x FIES

Muitos estudantes que não conseguem nenhuma bolsa no ProUni acabam optando pelo FIES, visto que o programa não exige o pagamento da mensalidade integral, permitindo assim que o estudante usufrua de um ótimo desconto e nem precise pagar juros.

Aliar os dois programas é uma forma de você conseguir fazer a sua graduação. Após terminar o curso, terá que pagar somente metade das mensalidades de volta ao governo, mas não se esqueça de arcar com os encargos do FIES ao longo da graduação, tratando-se de um valor que deve ser pago a cada 3 meses.

Tags: ,